Tags

, , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Neste inverno, um vinho é sempre bem-vindo. E como inspiração, tenho ao meu lado uma deliciosa taça de vinho tinto. Mas, degustar um bom vinho, raramente envolve somente o conteúdo de uma garrafa. É a junção de uma séries de experiências, como, com quem você estava quando bebeu o vinho, onde estavam, o que estavam comendo ou celebrando.

Porém, existem outros detalhes, que podem deixar a experiência de se degustar um bom vinho muito melhor. Fatores que podem influenciar, é como o vinho foi armazenado, a temperatura ou em que tipo de taça ele foi servido. Dessa forma, deixarei aqui algumas pequenas dicas que podem ajudar a melhorar a experiência de se degustar um bom vinho. A companhia e os demais acompanhamentos ficam por conta de vocês. 🙂

Providenciem um saca-rolha decente

É um detalhe que passa desapercebido, mas muito importante, afinal de contas, abrir uma garrafa é o inicio do ritual para se degustar um bom vinho. Considere a frequência com que você usa um saca-rolhas, leve em consideração também sua funcionalidade, força e durabilidade. Alguns têm um corta cápsulas encaixado em uma das pontas, assim, considere os extras também. Não precisa comprar um saca-rolha caro, somente um que seja decente. Abaixo, alguns dos modelos mais comuns.

Modelo Alavanca

“Amigo do garçom”

Alavanca dupla

Saca-rolha tradicional (em “T”)

As taças

Se você realmente quer investir em vinhos melhores, o ideal é investir também em algumas taças decentes para bebê-los. Esqueça os cálices de metal. Assim como os sacas-rolhas, existem taças de todos os tamanhos, formatos, caras, baratas e divertidas.
Em casa, utilize três tipos: a flûte, para Champanhe; uma taça para todos os tipos de vinho; e uma versão ligeiramente maior para os tintos mais encorpados. Assim você não gosta muito dinheiro e fica com o suficiente para uma boa experiência.
Os iniciantes podem optar pelas taças transparentes, para que possam enxergar seu conteúdo. Sua taça precisa também de um pé, segurar a taça pelo bojo pode alterar a temperatura do vinho.
O material fica a sua escolha (cristal de soda ou cristal de chumbo), e como é feita (à mão, máquina ou ambos), lembrando que estes detalhes vão sempre interferir no preço final.
De posse de suas taças, cuide bem delas, lavando na máquina de lavar louças ou à mão em água morna com sabão. Evite os detergentes com cheiro forte. Se lavar à mão, passe água fria rapidamente para evitar manchas. Deixe-as secarem com a boca para baixo e utilize um pano de algodão ou linho para polí-las. Guarde em um armário fechado para evitar que peguem gordura ou pó. Abaixo, slidehow com alguns tipos de taças.

1 – Espumantes, 2 – Tinto claro ou branco encorpado, 3 – Branco claro e delicado, 4 – Tinto encorpado, 5 – Champanhe, 6 – Vinho doce e 7 – Fortificado

Decantadores

Um decantador é fundamental para quem quer desfrutar de um bom vinho. O vinho é uma coisa viva e depois de um longo período preso em uma garrafa ele precisará de uma boa rajada de ar fresco.
Mesmo uma passagem rápida (15 minutos) por um decantador, vai ajudar a amenizar o vinho, como também expulsar qualquer aroma desagradável que pode ter entrado na garrafa.
Os decantadores tem a função de permitir que o vinho respire e são úteis quando se trata de remover sedimentos ou outras sujeitas boiando em vinhos envelhecidos.

Como decantar:

1 – Tempo antes de servir:
Vinhos envelhecidos podem não precisar de muito tempo para “abrir”, então duas (até menos) são suficientes. Vinhos jovens podem ser transferidos facilmente para um decantador sem muita atenção a detalhes e podem ser mantidos por mais tempo.

2 – Use uma lâmpada:
Conforme decanta, você precisa conseguir enxergar quando os sedimentos se aproximam do pescoço da garrafa Uma vela acessa ou um maçarico médio com a chama para cima sob o pescoço da garrafa vão servir.

3 – Como segurar a garrafa
Segure a garrafa com firmeza na base, para que você seja o pescoço enquanto transfere.

4 – Despeje devagar
Ou muito devagar, se houver muitos sedimentos. Despeje pela lateral do decantador, que você pode segurar inclinado com a outra mão. Quando o sedimento chegar ao pescoço da garrafa, pare.

5 – Peneire
Se você  não quer perder uma única gota, use um filtro ou uma gaze limpa para pegar o sedimento, contanto que ele não seja fino ou “lamacento”.

 Temperatura

Frequentemente servimos um vinho branco muito gelado e um vinho tinto sem gelar o suficiente. Um vinho servido muito gelado pode esconder todos os aromas e sabores agradáveis e alterar a textura do vinho. Da mesma maneira, um vinho morno ressalta o sabor do álcool e desequilibra a bebida rapidamente. Embora a temperatura errada pode melhorar alguns vinhos de qualidade inferior, isso não é bom para os vinhos de melhor qualidade.
Vinho não gostam de oscilações drásticas de temperatura, portanto, evite colocar o vinho no freezer, microondas ou sob água quente de uma torneira. Se você precisa alterar rapidamente a temperatura de um vinho, para esfriar, recomendo um balde de gelo pela metade com o restante de água fria. Gire a garrafa por 10 minutos e seu vinho estará frio. Deixe por alguns minutos para vinho bem gelado. Por outro lado, se o vinho estiver muito gelado, sirva um pouco em sua taça e coloque as mãos em volta dela. A temperatura da mão vai esquentar o conteúdo da taça bem depressa.

Temperatura para servir

1 – Bem gelado
Champanhe sem safra, espumante, Sauvignon Blanc, Riesling, rosé, muitos vinhos brancos italianos e espanhóis, combinações de branco sem madeira, manzanilla e xerez fino devem todos ser servidos frios, entre 8 ºC e 10 ºC.

2 – Frio
Champanhe com safra; vinhos brancos mais encorpados como Chardonnay, Semillon, Viognier, Gewürztraminer, Gruner Veltlinier e Pinot Gris; tintos como Pinot Noir, Beaujolais; e a maioria dos vinhos doces é ótima se servida com um frio mais suave entre 11 ºC e 15 ºC.

3 – Temperatura ambiente
Tintos de corpo médio a alto e vinhos fortificados devem ser servidos em torno de 15 ºC a 17 ºC. Evite instruções que sugiram servir o vinho em temperatura ambiente, já que isso pode variar drasticamente dependendo do lugar onde você mora.

A seguir, slideshow mostrando outros tipos de abridores, decantadores e taças!

Este slideshow necessita de JavaScript.

Na segunda parte desde post, irei falar sobre a degustação propriamente dita do vinho. Espero que gostem!

Anúncios